Copa Graffiti

Rio de Janeiro, 2018

Cazé foi convidado pelo curador  Airá o Crespo para participar da competição do Copa Graffiti 2018, onde convidou o artista Davi Baltar a dividir o mural, com a assistência dos artistas Tainá, Vitor, Scaz e Scorp.

A proposta do mural foi de retratar o entorno, dando voz aos trabalhadores locais, falando sobre o descaso das escolas públicas e da dificuldade dos transportes públicos.